top of page

Cuidados

>> Escove pelo menos duas vezes na semana seu filhote, fazendo a remoção dos pelos velhos, verificando a presença de parasitas, lesões na pele, odor diferente, e ainda possibilitando que você estreite os laços com ele;

>> Procure olhar sempre entre os dedos, para ver se não tem parasitas, fungos, feridas; as unhas devem estar sempre aparadas (peça ajuda a um profissional);

>> Sempre olhe a boca, pelo menos uma vez na semana, verificando se as gengivas não estão vermelhas, se há mal hálito (pode ser um indicativo de gengivite);

>> As orelhas devem ser limpas com uma gaze enrolada no dedo, embebecida em solução apropriada, que pode ser indicada pelo veterinário. Verifique se não há casquinhas, odor, vermelhidão. NUNCA use cotonetes!

Você poderá fazer isso de uma forma bem descontraída, brincando, acariciando seu filhote, isso criará um vínculo entre vocês, e assim, você conseguirá notar qualquer alteração, e levar ao veterinário. Lembre-se, o gato na natureza é uma presa, tende a esconder problemas de saúde, só demonstrando quando estiver em estágio avançado. Por isso é muito importante você conhecer bem seu animalzinho, assim notará logo quando algo não estiver bem.

>> As vacinas devem estar sempre em dia;

>> NUNCA dê medicamentos por conta própria. Procure sempre ajuda de um profissional;

 

>> Lembre-se, ele nasceu conosco, sabemos tudo sobre ele, qualquer dúvida, não hesite em nos perguntar, pois cada um dos nossos filhotes, são criados como filhos para nós. Estamos a disposição!! Nos mandem sempre noticias, fotos, pois assim como filhos, sentiremos falta dele.

 

E muito importante:

GATOS NÃO TEM QUE TER ACESSO A RUA, PORTANTO VERIFIQUE SE SUA CASA ESTÁ SEGURA, PARA NÃO HAVER FUGAS, E O APARTAMENTO DEVE ESTAR COMPLETAMENTE TELADO, INCLUSIVE AS JANELAS BASCULANTES. A QUEDA PODE E GERALMENTE É FATAL.

bottom of page